A moda segundo a Amazon

www.amazon.com

 

A Amazon tem vindo a gerar um crescimento significativo em várias categorias de moda e no comércio eletrónico como um todo. Agora, recorrendo aos dados da Onde Click Retail, os analistas conseguiram perceber quais as categorias de moda que estão a gerar maior crescimento dentro do marketplace disruptivo.

 

O crescimento no mercado de vestuário tem-se mantido tímido desde a crise económica. A Amazon, no entanto, está a prosperar com o segmento.

 

Segundo dados da Onde Click Retail, nas primeiras 23 semanas do ano, as vendas de vestuário da Amazon.com totalizaram 1,45 mil milhões de dólares (aproximadamente 1,24 mil milhões de euros), uma escalada de 15% em relação a 2016. Prevê-se que as vendas de vestuário, no encerramento do ano corrente, atinjam os 3,9 mil milhões de dólares, avança o WUS.

 

Www.amazon.com

 

Até agora, os destaques da Amazon têm sido as peças básicas – artigos como vestuário desportivo e roupa interior. Porém, as novas iniciativas da gigante online estão a abrir caminho para uma incursão significativa em itens de moda, particularmente alavancada pelas marcas próprias. Confirmando a escala da sua ambição, a Amazon espera contratar cerca de 100 trabalhadores da área da moda.

 

 

Os EUA representam o maior mercado de vestuário do mundo. Contudo, à medida que os gastos em vestuário continuam a ser transferidos das lojas físicas para o ambiente digital, o futuro é incerto para os retalhistas tradicionais.

 

A quota do sector de vestuário no total das compras online cresceu nos últimos três anos, passando de 15,4% em 2013 para 17% em 2016.

 

À medida que as transações de comércio eletrónico se tornam progressivamente a norma, os retalhistas online devem responder à crescente procura dos consumidores por métodos de compras seamless e confiáveis e, sem surpresa, a Amazon está a liderar o caminho.

 

Eis os avanços da gigante online em números:

1.200 mil milhões de dólares – valor total das vendas de vestuário nos EUA em 2016;

2.3,4 mil milhões de dólares – valor total das vendas de vestuário na Amazon.com

em 2016;

3.3% – crescimento do mercado de vestuário dos EUA;

4.25% – crescimento das vendas de vestuário da Amazon.com.

 

Categorias com melhor performance

 

Das categorias de vestuário com melhor performance na Amazon.com em 2016, três envolvem o menswear.

 

A experiência online promovida pela Amazon está a atrair os homens que, de outra forma, evitariam entrar numa loja. Há uma tendência semelhante no vestuário íntimo das mulheres.

 

Categorias em escalada

 

As vendas de vestuário e calçado registaram um crescimento relativamente lento desde a crise económica de 2008, com uma subida de apenas 3,8% globalmente, situando-se nos 1,67 biliões de dólares.

 

À medida que os consumidores mostram uma crescente apetência por vestuário e calçado desportivo, a categoria de activewear conheceu o maior crescimento das vendas globais em termos comparativos, próximo dos 7% em 2016, superando todas as outras categorias pelo terceiro ano consecutivo.

 

no vestuário da Amazon, a tendência é evidente. O vestuário desportivo é um segmento que está a experimentar um grande sucesso no comércio eletrónico, com os consumidores a preferirem a Amazon às lojas físicas.

 

Inovações de serviço

 

A Amazon apresentou recentemente o Echo Look. A gigante online fez com que a Alexa, a sua assistente semelhante ao Siri da Apple, possa indicar à utilizadora quais as últimas tendências e que looks escolher no quotidiano. A câmara controlada por voz dá conselhos tendo em conta aquilo que é sugerido pela equipa de especialistas de moda do marketplace.

 

www.amazon.com

 

Com esta nova investida da Amazon, a Alexa tanto pode colocar uma música ambiente para quando a utilizadora chega a casa, como pode ajudá-la a vestir-se para sair (ver Amazon dá conselhos de estilo).

 

A nova tecnologia, batizada “Style Check” pretende ajudar as clientes da Amazon a fazerem escolhas de looks. Por exemplo, a utilizadora pode tirar duas fotografias às roupas, através da câmara controlada por voz Echo Look, e depois com uma app receber recomendações sobre qual o look ideal.

 

A Amazon Spark, por sua vez, é a nova plataforma de produtos semelhante ao Instagram que permite que os utilizadores publiquem e partilhem imagens de compras de moda realizadas na plataforma.

 

Na opinião dos analistas, as novas iniciativas ajudam ainda a que os produtos possam ser descobertos em formatos familiares ao consumidor da geração millennial e da geração Z.

 

www.amazon.com